[Resenha] A Face dos Deuses - Gleyzer Wendrew - Cantinho Geek

27 julho, 2018

[Resenha] A Face dos Deuses - Gleyzer Wendrew


A face dos deuses é o volume 1 de uma série de 4 livros do autor Gleyzer Wendrew, o gênero é fantasia e conta com 168 páginas sem contar  com o prólogo.

O livro é curto, porém, tive um pouco de dificuldade de ler, não por conta da história da qual achei muito interessante, o problema foram as palavras diferentes utilizadas, e que ora ou outra me confundiam e eu acabava me perdendo no enredo.

A história conta com um grande conflito, uma briga que vem se estendendo a gerações, primeiro houve a longa guerra que durou 10 anos onde teve milhares de mortos e que assola toda a vida dos sobreviventes daquela época a qual perderam filhos, mulheres e seus pais.

Um dos sobreviventes e principais personagens da história é o rei de Maäen o maior país do continente de Dünya o Heros Kinnhäert, ele ainda sofre pela perda do seu irmão na longa guerra, mas ele é atormentado não por uma morte e sim como ela foi feita, depois de decapitarem seu irmão os vatrianos o estupraram por milhares de vezes.


Foi Heros quem deu fim a guerra com a ajuda de Cleyo Blo'Siänkh - o cara que arquitetou a longa guerra, mas ela fugiu de seu controle - e juntos mataram o Karan K'Voöhk, o general de Vatra na longa guerra, Karan foi o homem mais cruel já visto, tinha o prazer de matar e crucifixar os seus inimigos além de outras atrocidades.

Durante a longa guerra Karan teve um filho com uma de suas escravas por assim dizer, e antes de morrer Karan pediu a Rael, um de seus soldados, para que levasse seu filho Koran para Vatra, porém a irmã mais velha de Koran chamada Kladia, ordenou que os soldados matassem a mãe de Koran porque ela era uma mera escrava, e então o soldado Rael fugiu e levou Koran junto contigo para que Kladia não comandasse que o matassem.

A outra cidade do continente de Dünya era Venn que é comandada por Kazoya Vennian. Após a longa guerra Kazoya se viu pressionado por Vatra e para não acabar sofrendo um ataque militar se aliou ao país que tem como símbolo o deus do ódio.


Maäen e Venn não tinham ligação com o deus de Vatra e os mesmos se odiavam porém Maäen agora estava em um beco sem saída já que Venn havia se aliado a Vatra. A aliança em ambos os lados foi questionada e teve vários que se opuseram, porém foi feito.

Lembra daquele filho do Karan que eu falei lá atrás? Pois é, ele está de volta e agora traz consigo um rastro sangrento e junto ao seu nome as palavras "O ceifador de Almas", Koran volta para reconquistar seu castelo depois de muitos anos, e se depara com uma grande decadência. A sua família já não havia mais respeito em Vatra, tudo por causa de sua irmã a qual levou a família a ruína, porém se havia uma coisa que Koran não aceitava era o desrespeito de sua família.



O jogo político dentro do livro é muito bem construído e a muitos detalhes, não vou entrar muito neles se não você ai que ainda não leu o livro vai acabar pegando alguns spoilers.


Heros para salvar seu país acabou tendo que entregar seu filho a Cleyo a qual agora era aliado de Kazoya, tudo porque Kazoya quer ajuda para achar sua filha e em troca da ajuda de Cleyo o rei de Venn concordou com os jogos de Cleyo.

Koran o filho de Karan acredita que o único causador da morte de seu pai foi Heros e por isso guarda grande raiva dele, e fará de tudo para se vingar da família de Heros.

Koran chega em Vatra e Cleyo já sabe da sua fama, eles negociam e Cleyo dá o filho de Heros para Koran em troca de uma aliança. Koran fica muito feliz com a troca afinal era o filho do homem que matou seu pai, já imaginava na sua mente as torturas que faria com aquele pobre garoto de 14 anos.


Um ponto importante da história é a religião eles acreditam e são completamente fiéis aos seus deuses, não quis aprofundar nessa parte porque ficaria muito grande. Depois disso ira acontecer algo que eu não entendi muito bem o motivo, mas é muito importante na história.

Enfim gostei do livro, e estou curioso para saber o que ira acontecer com a vida do príncipe de Maäen e o filho de Karan. E descobrir o que os deuses estão preparando para Allurya.

Então você ai que leu até aqui e criou um interesse nessa história de fantasia, corre e compra o livro para terminar de conhecer essa história de Allurya. Espero que tenham gostado da resenha e deixem ai nos comentários caso você já tenha lido o livro o que você achou da história.

Até mais Geek's vejo vocês em breve.

Avaliação:
4/5

14 comentários:

  1. Ficou resenha bem legal! Só tem vários spoilers rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei um pouco complicado falar da história sem dar alguns detalhes. hehe

      Excluir
  2. Oi Keslley!
    Aaah eu acabei de baixar o e-book estou doida pra ler agora conhecendo um pouco mais sobre o enredo, vou tentar ler o fds...
    Bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste, dps me conta o que achou!

      Excluir
  3. Oi, Keslley,

    Certamente religião e as conseqüências afloradas geradas pela guerra - presentes no livro -, são pontos que têm muito a ser explorados e muito a oferecer.

    ResponderExcluir
  4. Olá,Keslley! Que livro complicado é esse? Não consegui ler os nomes que você citou muito menos os lugares descritos. Esse autor gosta de nomes com 'K':Koran,Karan,Kladia-que parece Claudia-Kazoya... Realmente parece ser um livro bem complexo e palavras difíceis realmente nos fazem perder o foco do livro,eu mesma, quando vejo uma palavra desconhecida procuro o seu significado para depois retomar a leitura. Enfim... O livro em si não me chamou á atenção, eu acho que foi pelo enredo. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente tive um pouco de dificuldade na leitura, porém acredito ser por não ter muito costume em ler livros parecidos.
      Abraços.

      Excluir
  5. Keslley!
    Bem difícil ver bons livros de fantasia nacional e gostei muito da sua análise, embora tantos nomes complicados dos protagonistas e lugares, tenham me confundido um pouco e saber que tem uma espécie de glossário e um mapa para nos localizarmos melhor, aguça a curiosidade.
    Bom final de semana!
    “O prazer dos grandes homens consiste em poder tornar os outros felizes..” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário!
      É realmente complicado achar fantasias nacionais boas.

      Excluir
  6. Oi Keslley,
    Já rivt contato com a edição, e está lindíssima, achei legal que o autor se preocupou em fazer com que o leitor entendesse completamente a histórias, com os mapas e glossários!
    Sendo sincera, não nego que é um enredo incrível, principalmente para os fãs de fantasia, mas não me prende tanto, vou esperar resenha do próximo para saber mais sobre a história.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o glossário e o mapa são essenciais na leitura, caso se aventure na leitura desse livro depois me conte o que achou!
      Beijos

      Excluir
  7. Achei a edição lindíssima e gosto bastante do gênero de fantasia.
    Porém fiquei bem perdida em todos esses nomes e isso sempre acaba atrasando a minha leitura.
    Ainda não sei se daria uma chance.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o enredo é bom porém ao mesmo tempo um pouco difícil de entender por causa dos nomes complicados.
      Beijinhos!

      Excluir

Não esqueça de deixar o seu comentário! Pode não parecer, mas um blogueiro vive de comentários e sugestões, faça a sua parte e deixe esta blogueira feliz!

Dicas:
- Deixe o link do seu blog/site, eu sempre dou uma olhada!

Regrinhas básicas:
- Por favor não usem palavras de baixo calão.
- Comentários desrespeitosos serão excluídos.