[Resenha] Log #1525 - B. Demetrius

janeiro 18, 2018


Olá geeks, tudo bem?

Hoje sim venho lhes apresentar a minha primeira leitura do ano: Log #1525. Um livro de ficção científica do autor B. Demetrius que me surpreendeu muito, tanto pela forma que o livro foi escrito, tanto pela qualidade.

Confesso que é bem diferente de tudo que já li e jamais havia lido um livro do qual fosse narrado por gravações, denominadas Log, do próprio personagem. Não há falas, há apenas um monólogo do personagem principal e suas respostas para a IA (inteligência artificial) Boris que está implantada em sua cabeça e que fala com ele, no entanto, as informações da qual temos é acesso é o que ele está fazendo e pensando. Outro detalhe: o nome do personagem só é revelado no último parágrafo do livro.

Eu achei interessantíssimo e li metade do livro em um dia! Fiquei completamente imersa na narrativa e só fui passando as páginas para avançar. Nosso personagem principal, que não nos é revelado o nome, está em uma viagem espacial com uma gigante tripulação. Eles estão indo para outro planeta para terraformação e seu chefe o fez colocar um implante em sua cabeça de uma IA (inteligência artificial) chamada BORIS, a mesma fala com ele como uma segunda consciência em sua cabeça e ele logo se acostuma.


A viagem estava indo bem, só que alguma coisa sai errado e o curso da viagem muda totalmente. Ele acredita que a nave entrou em um buraco de minhoca e isso os levou para outro lugar do qual ele não tem a mínima ideia de onde é, sem comunicação com a Terra e para piorar o Pai (nome da nave-mãe) ejeta ele e todos os tripulantes para um planeta de classe M que havia por ali. Nosso amigo não sabe por quanto tempo ficou desacordado e acredita que as datas relatadas pelo sistema estão todas erradas.


Seu objetivo é sobreviver e procurar as outras pessoas e claro, achar um jeito de contactar o Pai - que está flutuando do lado de fora do planeta - para poder voltar até lá e ir para a casa. O problema é que o planeta é muito gelado, é só neve por todo o lado e destroços, além de algumas coisas que ele consegue salvar, como uma máquina de fazer comida, ou como ele chama, rações.


Os dias vão passando e cada momento é como se fosse de vida ou morte e realmente é, já que ele está sozinho em um planeta aparentemente inabitado pois ele não vê uma alma vida, tudo é gelo e só há o Boris para lhe fazer companhia e nem é uma pessoa real, apenas uma voz em sua mente que o ajuda em tudo. Acredito que sem o Boris ele não conseguiria sobreviver por muito tempo. Além do quesito sobrevivência, ele quer descobrir o que aconteceu com as pessoas, afinal, ele acha os destroços, mas onde elas estão?


Nosso astronauta logo começa a perceber que aquele planeta tem vários eclipses e que há uma certa radiação quando acontece, o pior é que quanto tudo está escuro ele começa a ouvir coisas, como se tivesse algo perto de si. Mais a frente descobrimos que se trata de... não vou contar!


Não vou me alongar mais ou acabarei dando spoilers, o que poderia acabar com a surpresa de toda a leitura.

B. Demetrius fez uma narrativa interessantíssima e divertida, me peguei rindo em alguns momentos, pois as vezes o personagem liga o "foda-se" em nível tão alto que chega a ser cômico. Algo como "já estou todo fodido mesmo, que se foda isso!". 

Apesar de a leitura prender bem a atenção do leitor, ao chegar no meio, eu achei que ficou um pouco cansativa e maçante, mas por sorte não demorou muito e até entendo que chega a ser cansativa, pois em um lugar aparentemente sem vida e tudo congelado, as vezes a sobrevivência pode te cansar - ou não.

Eu adorei o personagem principal, apesar de se passar beem no futuro ele gosta de músicas beeem antigas, além de ter um temperamento engraçado, talvez seja o desespero do momento, acredito que muitos em uma situação de vida ou morte começam a ter chiliques e percebo que os dele era rir de tudo ou fazer piadinha de humor negro (adoro!).


O livro tem uma diagramação bem simples, os "capítulos", são separadas por páginas pretas e indicando o início de novo núcleo de dados para os Log. O autor fez uma edição limitada com uma jacket preta, simplesmente maravilhosa. Além de ter feito um mapa de por onde o personagem passa e alguns cards com paisagens do lugar. Vocês podem conferir nas imagens deste post o quão são maravilhosas!



É uma leitura bem recomendada para quem gosta de ficção científica e também quer dar uma variada. Eu gostei muito e no final fiquei com um gostinho de quero mais, algo como um epílogo, desta vez sem as gravações, apenas para mostrar o que aconteceu depois.

E você? Já conhecia o livro?


Avaliação:
5/5

Links úteis:



Posts relacionados

1 comentários

  1. Livro excelente, leitura fácil e imaginativa, lembrando os clássicos RPGs de mesa. A voz de BORIS é imaginada como resposta aos LOGs. Um novo ar a tão cansada ficção científica
    5/5.

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar o seu comentário! Pode não parecer, mas um blogueiro vive de comentários e sugestões, faça a sua parte e deixe esta blogueira feliz!

Dicas:
- Deixe o link do seu blog/site, eu sempre dou uma olhada!

Regrinhas básicas:
- Por favor não usem palavras de baixo calão.
- Comentários desrespeitosos serão excluídos.

Parcerias


Afiliados

50% OFF for ALL New Arrivals! Get Fresh and Fabulous Fashion at sammydress.com! Cupom de Desconto