[Entrevista] Autora Anna Julia Dannala


Olá, geeks! Como estão?
Hoje trago uma entrevista que fiz com a escritora Anna Julia Dannala, que está lançando o livro Moinho de InVento pela Editora Arwen. É um livro de poesias com ilustrações feitas a mão pela própria autora, espero que gostem!



Título: Moinho de InVento
Autor: Anna Julia Dannala
Editora: Arwen
Ano: 2017
Páginas: 176




Escrito e ilustrado à mão pela própria autora, sua linguagem é leve, branda e repleta de metáforas que sustentam a ideia de que devemos nos reinventar a cada momento. Mesmo que haja ventania, tudo tende à calmaria, tudo tende à poesia, tudo tende à brisa.

Moinho de InVento é um livro de poesias otimistas e reflexões singelas sobre a vida. Seus versos sobre sonhos, medos, paixões, saudades, alegrias e esperanças foram inspirados pelo vento; a autora coloca a construção do pensamento em três fases — a lufada, a ventania e a brisa —, do repentino e passageiro ao forte e contínuo, até chegar ao ponto onde tudo se acalma.


ENTREVISTA


Fale um pouco sobre você. Quem é Anna Julia Dannala?
Simplificando: Anna Julia Dannala é alguém que quer desesperadamente deixar um pouco de alma no mundo. Alguém que gosta de simplicidade e ternura, do carinho dos animais e de expressar-se em palavras e traços.

Quando começou a sentir desejo pela escrita?
Foi aos 7 anos de idade, quando comecei a escrever meus primeiros contos. Eu escrevia longos contos de fantasia e enormes redações para que as professoras lessem. Escrevia aos 9 anos à lápis contos de quase 10 páginas! Sempre gostei muito de gramática e da língua portuguesa. Mas o verdadeiro amor pela escrita surgiu aos 10 anos de idade, depois que fiz minha primeira poesia num trabalho escolar, onde eu exaltava nossa pátria, chamada “Brasil nosso encanto”, a partir dessa poesia a inspiração só cresceu e nunca mais parei de escrever.

Como veio a ideia para o livro?
Bem, em dezembro de 2014 eu comecei a escrever poesias digitais com a caneta do tablet num aplicativo de notas, fui escrevendo e ilustrando e em alguns meses, quando percebi já ter várias poesias nesse estilo, me veio a ideia de juntar várias delas e escrever um livro todo feito a mão. “Isso é loucura!”, pensei. Eu queria escrever algo diferente e fora dos padrões que conhecemos, além de ter me encantando por brincar com palavras e ainda poder “desenhá-las”. Então, como gosto de desafios, pus a mão na massa. Uma das coisas que aprendi com o Moinho: aprendi a lidar com meus medos, principalmente o medo de errar. Coloquei uma meta em que eu teria que atingir pelo menos 150 poesias de uma página cada. Ao chegar a esse número comecei a passar as poesias a limpo para um caderno A4 sem pauta, e fui seguindo. Foi uma longa jornada e quando notei já havia passado todas elas a limpo. Passei a última página a limpo em outubro de 2016.

Encontrou muitas dificuldades para publicar o livro?
Sim. Pouco antes de terminar de escrever o Moinho comecei a procurar por editoras na internet para ter uma noção de como era o mercado editorial. Mandei todo o material que tinha até o momento no e-mail de quase 20 editoras, 8 aprovaram o livro, mas quando eu disse que queria que ele fosse publicado da forma como ele foi escrito, ou seja, com minha caligrafia e meus desenhos, quase todas recusaram, pois só publicavam livros que seguiam o padrão, digitados em programa de diagramação. Então eu encontrei a Arwen, que abriu as portas para mim e acolheu o Moinho sem questionar o fato de ele ser todo escrito à caneta. Risos! E fizeram um trabalho impecável com a capa. Agora estou aguardando a versão impressa do meu bebê.


Quais suas inspirações para escrever?
Me inspiro em poetas e romancistas que leio, mas na verdade, eu não sei de onde vem a inspiração, surge de repente, quando vejo já estou escrevendo alguma coisa. Mas grande parte da inspiração vem daquilo que vejo, de detalhes que passam despercebidas, dos livros que leio, dos filmes que assisto, das conversas que escuto, e das pessoas que convivem comigo e também das que observo passar.


No livro, há poemas inspirados em alguém que conhece?
Bem, tudo que escrevo vem de algo ou de alguém, talvez alguém encontre ali alguma coisa que lhe lembre de uma conversa, uma saudade, uma risada. As poesias que falam sobre força e luta, por exemplo, são inspiradas numa guerreira chamada Geisa Narcisa, minha avó. Há sempre o pedacinho de alguém nas minhas poesias.

Moinho de InVento é sua primeira obra ou há outras?
Minha primeira obra publicada foi o Coração Poético, pela editora Iluminatta, em 2014. O Coração Poético é um conjunto de poesias escritas por mim entre os anos de 2010 e 2013, minhas primeiras poesias. Moinho de InVento é meu segundo livro publicado. Mas tenho vários projetos, depois de lançar o Coração Poético comecei o primeiro livro de uma trilogia de fantasia, depois pausei e fui dar atenção ao Moinho e ao Guarda-chuva vermelho, um drama/romance que escrevi simultaneamente com o Moinho e ainda não finalizei, pretendo que seja esse meu terceiro livro publicado, provavelmente no final desse ano. Além desses, tenho mais uns 4 projetos entre fantasia, suspense e drama. Risos! :D



Qual dica você daria para autores iniciantes?

Sigam adiante sem olhar para os lados ou para trás, escrever é uma tarefa difícil e que precisa de duas coisas: foco e fé. Acredite em si mesmo. Não importa o que digam ou o que pensem, nunca deixem de sonhar. Os sonhadores podem mudar o mundo. Enfrentem tudo e sigam em frente, sejam leves porque somos breves e acima de tudo, sejam fortes. 

Compartilhe este post:

Comentários
39 Comentários

39 comentários :

  1. Olá, tudo bem?

    Que encanto de pessoa. Não sou especialmente fã de poemas ou de "literatura leve", mas com uma autora tão fofa, deu até vontade de conhecer mais da obra.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      A Anna é uma fofa mesmo, adorei conversar com ela e estou louca para ler a obra também *-*

      Excluir
  2. OI linda,

    Eu adorei o trabalho e fiquei mais feliz, porque ela saiu com a ideia de reproduzir o livro com os escritos originais e não nos padrões das editora, porque torna o trabalho ousado e único.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Adorei também, achei bem diferente e foi muitoo legal a editora aceitar o trabalho dela. É bem original *-*

      Excluir
  3. Eu fiquei apaixonada pelo trabalho da autora, percebe-se que é feito com tanto amor e dedicação, fiquei bastante interessada em realizar a leitura, ótima postagem e adorei conhecê-la melhor.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Que bom que você gostou, linda. Ela levou bastante tempo até terminar o trabalho, mas pelas fotos que vi, valeu muitoo a pena.

      Excluir
  4. Oie!
    Eu ainda não conhecia o livro, mas com certeza será bem emocionante.
    E ainda temos uma entrevista para conhecer um pouco mais da autora. GOstei dessa dica!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Que bom que você gostou, também acho que o livro será lindo *-*

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?
    Como sempre, acho que a maioria dos autores começou a desejar escrever bem pequeno, né? E acredito que a maioria encontrada aquela dificuldade para o publicação do primeiro livro. Achei legal essa ideia d publicar tudo a caneta, ainda bem que Arwen aceitou haha

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Realmente, muitos começaram a escrever cedo.
      Infelizmente, é bem difícil mesmo publicar e achei muito legal a Arwen aceitar o trabalho dela como é, sem modificar. Não são muitas editoras as que fazem isso.

      Excluir
  6. Olá! A autora é poética até mesmo nas respostas à entrevista! Simplesmente adorei! E que lindo escrever e desenhar cada poesia à mão! Parabéns à editora que quis publica-la! Com certeza é um grande talento de nossa literatura, que ainda veremos muito por aí! Ainda não conhecia o livro dela e quero muito ler!
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Também achei bem legal a editora publicar, o livro é uma fofura! Fico muito feliz por termos escritores como a Anna que, apesar de ter encontrado dificuldades para publicar Moinho de InVento, não aceitou modificarem.

      Excluir
  7. Olá, tudo bem?
    Owm que resenha maravilhosa.
    A autora é um amor e eu fiquei super feliz em conhece=la através da sua entrevista, isso porque eu já tinha decidido adquiri o livro dela e saber do amor de pessoa que ela é só me deixou mais motivada.
    Parabéns pela entrevista e muito sucesso a autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Também fiquei com mais vontade ainda de ler depois de saber o quanto ela é fofa *-*

      Excluir
  8. Oba. Conhecendo mais uma autora nacional.
    E ela começou a escrever bem cedo, aos 7 anos, uau.
    Nossa, que show a Arwen manter seu padrão desejado na publicação, com certeza um livro com sua caligrafia e desenho tem todo diferencial.
    A capa de moinho de invento está linda, acredito que a parte interna deve tá um sonho.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Bem cedo, né? Com 7 anos eu mal sabia ler, imagina escrever ueheuehueh
      Achei bem legal também a atitude de Arwen. Isso fez a editora ganhar mais alguns pontos comigo, mostra que eles sabem valorizar uma obra diferente e com potencial

      Excluir
  9. Olá,
    É muito bom ver mais grandes trabalhos de autores nacionais. Desconhecia a autora, mas já tinha me deparado com a obra dela pela lojinha da Arwen.
    Adorei conhecer um pouco mais tanto sobre a obra quanto sobre a autora, saber como ela se tornou autora e de onde surgiu a ideia e inspirações que compõem o livro.
    Amei que ela mesma fez as ilustrações e achei a capa maravilhosa!

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Que bom que você gostou. Acho que a obra inteira promete ser um arraso. Não sei o que é mais lindo: os poemas, as ilustrações ou a capa, haha.

      Excluir
  10. Adorei a entrevista, adoro saber mais sobre os autores ainda mais os nacionais que muitas vezes não tem tanto espaço para de autopromover! Não conhecia a obra da Anna mas adorei a trama, vou ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Que bom que você quer ler, espero que goste muitoo da obra. Acho que vai ser um livro super fofo *-*

      Excluir
  11. Helloooo!
    Que coisa mais linda!!
    Adorei conhecer mais sobre a autora e o livro de poesias, com certeza é um trabalho belissimo, pelo que pude ver nas respostas.
    A autora comecou bem cedo, talento nato.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Trabalho lindão, né? Com certeza o fato de ter começado cedo ajudou na hora do processo. Levou um tempo pra ela concluir, mas fico lindo demais!

      Excluir
  12. Que graça de livro.
    Editora Arwen sempre trazendo novos talentos, adoro isso.
    Autora fofa, que pelo que pude perceber fez um trabalho incrível com o livro.
    Gostaria de conhecer.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Gosto muito da Editora Arwen também, sempre traz autores incríveis! Não vejo a hora de ler o livro, ainda mais depois de ler o quanto a Anna é uma fofa *-*

      Excluir
  13. Adorei conhecer um pouquinho da Anna Julia e do processo de composição do trabalho dela! Com certeza, Moinho de Invento é o livro mais criativo que terei o prazer de ler! Gente, todo produzido a mão, personalíssimo! Já fiquei empolgada!
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Adorei também, o trabalho dela é incrível! Super diferente e criativo *-*

      Excluir
  14. Oi. não conhecia autora e ela tem uma visão bem romântica sobre a literatura, é interessante. Sobre o livro ser publicado exatamente como ela escreveu, considerando a estética, chamou minha atenção, pois gosto de entender a relação do texto com a estética.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Realmente, a estética dele é bem diferente, eu adorei. É um livro que eu já queria ler há um tempo e foi uma surpresa quando conseguimos parceria com ela.

      Excluir
  15. Oiiie!

    Amei a entrevista. Fiquei mega curiosa para ler um livro todo escrito a mao! Como assim? hahahha

    Sucesso para ela

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Então, haha... é bem diferente, né? Eu adorei, super criativo

      Excluir
  16. Não conhecia a autora e foi legal poder conhecê-la um pouco através desta entrevista. Interessante o fato da publicação seguir conforme ela escreveu, digo esteticamente.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Realmente, a estética dele é bem interessante mesmo.

      Excluir
  17. Oie! Eu sei um pouco sobre a autora e sobre o livro, porque uma vez ela me mandou o link de divulgação pelo Facebook. Achei incrível e também corajosa a atitude dela de lançar um livro totalmente manuscrito, porque, como ela mesmo disse, muitas editoras não aceitam e querem tudo computadorizado. Mas fico feliz em saber que ela conseguiu uma casa para sua obra. Essa capa ficou muito linda.

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Adorei também essa atitude da editora, acredito que será o material mais diferenciado dentre suas publicações. Amo essa capa também, super delicada e linda.

      Excluir
  18. Oi
    Tudo bem
    que autora simpática amei a entrevista deu para ver que foi bem leve e divertida .
    Infelismente não gosto de livro de poemas mais acho por ter gostado tanto da autora pela sua entre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Pena que você não gosta de poemas, o livro é um amor

      Excluir
  19. Poemas e poesias não são lá algo que costuma me atrair com frequência, mas amei a capa, a autora pareceu uma fofa durante a entrevista e saber que as gravuras internas foram feitas por ela acabou me deixando curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Duas! Não sou muito fã (mas é pq não entendo muito kkkk), mas achei essa obra completamente diferente. Tenho muita curiosidade em ler, a autora fez um trabalho incrível nos desenhos

      Excluir
  20. Que entrevista linda! Anna é bem sensível né? O livro dela reflete isso.
    Achei o máximo ela ter vontade de escreve desde os sete anos, é muita honra pessoas assim!

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar o seu comentário! Pode não parecer, mas um blogueiro vive de comentários e sugestões, faça a sua parte e deixe esta blogueira feliz!

Dicas:
- Deixe o link do seu blog/site, eu sempre dou uma olhada!

Regrinhas básicas:
- Por favor não usem palavras de baixo calão.
- Comentários desrespeitosos serão excluídos.

 
Copyright © Cantinho Geek. Designed by OddThemes