[Resenha] A Máscara do Rei - Francine Cândido

segunda-feira, fevereiro 13, 2017 6 Comentários A+ a-


Olá geeks, tudo bem?

Hoje temos resenha do livro A Máscara do Rei da autora parceira Francine Cândido. Este é o primeiro livro de uma duologia, sendo que o segundo ainda não foi lançado. O livro foi publicado pela Editora Arwen e conta com 266 páginas.


Aqui acompanhamos a história de Eldon, o herdeiro do trono de Darastrix. Seu pai Svern Vaecaesin se tornou um homem amargurado depois da morte de sua esposa Cassandra, da qual morreu de forma cruel enquanto ele não estava perto. Com a morte de Cassandra, Svern se afastou de seus filhos, se tornando um homem grosso e cruel. Devido a igreja, Svern teve de se casar novamente com outra mulher, Sarene, uma víbora que quer o poder para si. Este casamento só fez com que Eldon odiasse ainda mais o pai, ele também odeia Sarene pois reconhece o tanto que a mulher é falsa.

Eldon é o filho mais novo, tendo apenas sua irmã mais velha Leah. Svern tinha outros dois filhos que poderiam vir a ser herdeiros do trono, mas ambos morreram.
Mesmo que o sol desapareça e a lua se parta, ainda haverá homens querendo guerra.
Página 71
Entre viver com sofrimento e morrer com piedade, você escolherá ser rei
Página 96
O povo de Darastrix tem uma rivalidade com os vutham, povo considerado bárbaro por eles, devido ao fato de que a Cidade Celestial antes pertenciam aos vutham, mas fora roubada pelos darastrianos que não permitiram a entrada do povo "bárbaro" na cidade, resultando em inúmeras guerras.

Auran Ossalur é o rei dos vutham que tanto desejam uma guerra contra os darastrianos para conseguir sua cidade de volta. No entanto, Auran sabe muito bem que guerra só trará mais sangue e destruição, mas seu povo deseja tanto guerra que ameaça o seu poder. Vendo que poderia ser vítima de um golpe ele tem de concordar e ir para a guerra. Só que antes de irem para o campo de batalha, Auram percebe que alguém está tramando contra ele e ele tem que descobrir antes que a luta inicie ou será aniquilado pelo seu próprio povo.
- Sabe o que é pior, padre? Ser um rei justo poderá levá-lo a destruição
Página 241

Li A Máscara do Rei em poucos dias, no começo foi um pouco lento já que ainda estava me habituando a este novo mundo, mas assim que a leitura se engatilhou no rumo certo eu fui devorando página por página. Gostei muito de Eldon, apesar de as vezes tê-lo achado um pouco óbvio ou um tanto quanto calmo, era como se poucas coisas o afetassem de verdade.

Algumas coisas no livro são obvias, outras nem tanto. De qualquer forma eu adorei este mundo criado pela autora Francine Cândido, A Máscara do Rei foi um livro que me pegou de surpresa, não estava esperando o que aconteceu, principalmente algumas revelações que tiveram no final do livro. A leitura é rápida e se tiver um bom tempo para ler poderá até terminá-lo em um dia.


A diagramação do livro é maravilhosa - como podem ver na imagem acima. A capa também chama muito atenção e depois de finalmente ter terminado o livro eu vejo o quanto ela é cheia de significados, mas não vou contar nenhum! Deixarei para que leiam e descubram!

Sobre a revisão, infelizmente eu encontrei alguns errinhos aqui e acolá. Alguns um tanto graves como troca de palavras, mas nada que prejudicasse o entendimento da história.

No geral eu gostei muito do livro, estou super ansiosa pela continuação.


Avaliação:


Título:
A Máscara do Rei
Autora: Francine Cândido
Editora: Arwen

Página | Compre aqui | Skoob

Tenho 21 anos, sagitariana e apaixonada por livros. Atualmente estou cursando Design Gráfico na UFG. Meus Hobbies são escrever, ler, ver Doramas, animes, filmes e séries. Gosto muito de filmes e séries de terror, mas em questão de livros e mangás eu prefiro os de romances. Em 2016 publiquei meu conto "Lilith - A Princesa das Trevas" na antologia Demontale e fechei contrato com a Young Editorial para publicar o meu livro "Porcelana: Rubrum Luna"

O animal que me representa é o lobo.




6 comentários

Escreva um comentários
Dayanne Fernandes
EQUIPE GEEK
15 fevereiro, 2017 Deletar

Essas histórias que envolvem cenários de guerra e poder sempre me chamam atenção. Essa capa com certeza é uma das mais bonitas da Arwen e só de olhar pra ela eu sinto um arrepio hahahahaha. Sua resenha ficou ótima e me deixou curiosa. Não li nenhuma obra da autora ainda, mas pelo que vi ela tem muito talento!!
Parabens pelo post!

Bjosss!!!
https://passageirodasletras.blogspot.com.br

Responder
avatar
Géssica Marques
EQUIPE GEEK
19 fevereiro, 2017 Deletar

Oi Dayanne,
Confesso que não sou muito fã de guerras, mas esta de fato me deixou bem intrigada! A capa é fabulosa, o meu namorado amou! fico feliz que tenha gostado da resenha e sim, a Francine tem talento!

Bjo!

Responder
avatar
Valéria Gravino
EQUIPE GEEK
19 fevereiro, 2017 Deletar

A história parece ser 10 e a diagramação é impecável! Amei!

Responder
avatar
Maristela G Rezende
EQUIPE GEEK
20 fevereiro, 2017 Deletar

Esse é exatamente o tipo de história que adoro ler. gosto de ver a disputa pelo poder e as tramas que os envolvidos são capazes de desenvolver para derrubar aquele que eles acham que está ocupando o trono erradamente, ou então, estão cansados de serem ignorados. Enfim, traição, ação, guerra, poder e fantasia, é um prato cheio que gosto muito. Ainda não li o livro mas estou ansiosa para ler.

Responder
avatar
Géssica Marques
EQUIPE GEEK
20 fevereiro, 2017 Deletar

Oi Maristela,
De fato tem MUITA traição, é conflito atrás de conflito!
Recomendo a leitura

Responder
avatar

Não esqueça de deixar o seu comentário! Pode não parecer, mas um blogueiro vive de comentários e sugestões, faça a sua parte e deixe esta blogueira feliz!

Dicas:
- Deixe o link do seu blog/site, eu sempre dou uma olhada!

Regrinhas básicas:
- Por favor não usem palavras de baixo calão.
- Comentários desrespeitosos serão excluídos.