[Resenha] Deixe-me Entrar - Letícia Godoy

sexta-feira, novembro 04, 2016 2 Comentários A+ a-

Título: Deixe-me Entrar
Autora: Letícia Godoy
Editora: Arwen
Gênero: Romance, Aventura, Fantasia
Páginas: 320

 Livro nacional
 Página da autora
 Compra aqui
 Adicione no Skoob

Sinopse: Julianne Ipswich cresceu confinada no internato Le Rosey, afastada de sua família com o pretexto de receber uma educação de qualidade. Este fato sempre a incomodou e o maior desejo de Julianne era descobrir a verdade para que a família tenha a afastado, uma vez que não ficou convencida de que a preocupação com os seus estudos seria o único motivo.Ao completar 15 anos, ela retorna para Stone Forest, a cidade de seus pais, e, aos poucos, acaba descobrindo mais do que gostaria de saber.
Cercada por muito mais perigos e desafios do que ela jamais pôde imaginar que surgiriam em sua vida, Julianne precisará desvendar os mistérios de seu passado e preparar-se para os desafios do futuro rapidamente se quiser sobreviver. As vozes se misturam, os olhos sedentos nunca param de espreitar e o perigo está onde ela menos imagina. Será que Julianne conseguirá enfrentar tudo isso?

****

Olá geeks, tudo bem com vocês?

Hoje eu trago resenha do livro da autora parceira, Letícia Godoy. Deixe-me Entrar é o primeiro livro da trilogia Deixe-me. O segundo livro se chama Deixe-me Ver e já tem até capa, irei colocá-la para vocês verem no final do post. O terceiro livro se chama Deixe-me Ir.

Em Deixe-me Entrar nós somos inseridos na época da inquisição da igreja. Ali vemos a condenação de uma família de mulheres. Todas condenadas por bruxaria porque uma das irmas fora encontrada completamente sem sangue. Bom, de fato, elas são bruxas, mas só usavam magia para o bem, o problema delas mesmo foram os vampiros.

Jeanne Du Chantraine é uma dessas bruxas e antes de ser levada pela igreja ela pede para o seu amado Gerard que a mate, ela prefere morrer nos braços dele do que queimada viva. 

Gerard é um vampiro. Ele se recusa a fazer isso, mas ela lhe implora e ele lhe atende o último pedido. Jeanne diz para ele guardar seu diário, pois um dia sua alma iria retornar e ela precisaria dele para se lembrar de quem ela fora.

Enquanto morria nos braços de seu amado ela jogou um feitiço nele, um feitiço que o fez ser capaz de andar sob a luz do sol. Logo depois, a igreja entra e leva Jeanne quase sem vida para queimar na fogueira junto com sua mãe e irmãs.

E é aí que nossa história começa...

Julianne Ipswich vive em um internato chamado Le Rosey. Ela mal se lembra de sua família e sente muita falta deles, além de que gostaria mais que tudo saber o motivo de a mandarem para lá.

Em determinado dia seu pai aparece para buscá-la. Completamente surpresa Julianne vai se despedir de todos com quem conviveu, e entre essas pessoas estavam Jansen e Ellina. No entanto, a despedida é completamente diferente do que imaginara, ali eles confessam ser vampiros.

Julianne obviamente acha que eles estão zoando com a sua cara, até eles provarem ser reais. Ela obviamente fica assustada no começo, mas depois o medo some e não resta nada mais do que o amor que sentia por eles. Eles a avisam para ter cuidado e é assim que ela vai para casa, cheia de dúvidas sobre esse novo mundo místico.

Ao chegar lá Julianne estranha que sua família continua a mesma de sempre, até que acidentalmente ela descobre que todos eles são vampiros e que mandaram ela para o internato afim de protegê-la. Isso não é spoiler pois Julianne é esperta e descobre rapidinho, além de já ficar subentendido desde o momento que ela pisa naquela casa.

O começo do livro é muito bom, mas isso despenca quando Julianne entra no colégio e conhece Christopher, o garoto popular e galinha da escola.

Ela recebe vários avisos do seu amigo Dean e do Einar, este último é um vampiro que foi designado a protegê-la. No entanto, Julianne está cega e resolve apostar em Christopher.

Ela começa a mudar seu jeito de se comportar e eu achei um pouco ridículo. É muito estranho quando um personagem do nada se apaixona por outro e muda sua forma de agir. Graças a Deus que essa parte não é tão demorada e logo temos Gerard de volta.

Após isso o livro começa a retornar ao bom ritmo que havia no começo. O livro se encerra de maneira espetacular fazendo com que eu queira devorar o próximo. Deixe-me Entrar acabou seguindo as minhas expectativas, e pulando as fases chatas de amor de adolescente foi tudo muito bom!

Há outros personagens maravilhosos como Einar, Dean e Dush. Gerard é divo, mas meu coração pertence ao Einar. Meu deus, ele é muito Sexy! 

Gerard é muito engraçado e eu morri de rir com alguns diálogos seus de quando estava revoltado ou indignado. Separei dois quotes para vocês:

- Ora, como ousa dirigir a palavra a mim? Acabou de me atropelar e ainda pergunta se estou bem?
Página 170.

- Vocês humanos andam cada vez mais malucos! Será que o Tenebris foi abolido e eu não fiquei sabendo? Vocês parecem já nos sentir a quilômetros de distância!
Página 171.

Para vocês que não sabem o Tenebris é um tratado onde eles não podem se revelar para os humanos e nem deixar que eles descubram que há vampiros.


Todos os personagens são muito bem trabalhos, e até o convívio com a gigantesca família vampírica dela é divertido. De fato, Letícia Godoy fez um trabalho muito bom com a história, e recomendo para quem gosta de vampiros assim como eu.

A diagramação do livro é belíssima e não encontrei um erro sequer. A capa do livro conversa muito bem com o que nos é apresentado, que é o descobrimento de si mesmo.

Abaixo está a capa do segundo livro como prometido.




Gostaram?
Está rolando sorteio do livro!
Clique no banner abaixo e leia as regras.


Avaliação:
        

Até o próximo post!


Clique na imagem.

Tenho 21 anos, sagitariana e apaixonada por livros. Atualmente estou cursando Design Gráfico na UFG. Meus Hobbies são escrever, ler, ver Doramas, animes, filmes e séries. Gosto muito de filmes e séries de terror, mas em questão de livros e mangás eu prefiro os de romances. Em 2016 publiquei meu conto "Lilith - A Princesa das Trevas" na antologia Demontale e fechei contrato com a Young Editorial para publicar o meu livro "Porcelana: Rubrum Luna"

O animal que me representa é o lobo.




2 comentários

Escreva um comentários
Letícia Godoy
EQUIPE GEEK
05 novembro, 2016 Deletar

Oi, querida! Muito obrigada!!! Adorei os livros ressaltados na resenha.

Responder
avatar
Géssica Marques
EQUIPE GEEK
05 novembro, 2016 Deletar

Oi Lê!
Que bom que gostou *o*

Responder
avatar

Não esqueça de deixar o seu comentário! Pode não parecer, mas um blogueiro vive de comentários e sugestões, faça a sua parte e deixe esta blogueira feliz!

Dicas:
- Deixe o link do seu blog/site, eu sempre dou uma olhada!

Regrinhas básicas:
- Por favor não usem palavras de baixo calão.
- Comentários desrespeitosos serão excluídos.