Cantinho Geek

18 maio, 2018

[Resenha] Insígnias de Karol Blatt
maio 18, 20180 Comentários
E aí, pessoal! Hoje falarei um pouquinho sobre esse livro maravilhoso que tive a chance de conhecer: Insígnias, da autora Karol Blatt.




O que me chamou atenção para o livro foi o fato de sua história ter ocorrido no período nazista. E já nas primeiras páginas do livro, Hadassa Belshoff, uma jovem judia, é separada de sua família pelos alemães, ficando apenas junto de sua irmã. Sua personalidade forte e corajosa, chama a atenção do oficial Ahren Müeller, que a leva para trabalhar em sua residência familiar, na Polônia, separando-a de sua irmã. Ahren é um homem frio, insensível e que segue a ideologia nazista sem pestanejar, declarando seu total ódio e desprezo aos judeus.



Assim que chegou a residência, Hadassa trabalhou demais nos afazeres da casa, sofria diversas humilhações e vivia em condições precárias. Dentro desse tempo, ela se aproximou de uma pequena menina chamada Lindie, que era irmã caçula do oficial Ahren. As duas, instantaneamente, criaram uma ligação muito forte, pois Lindie era inocente o bastante para que não visse Hadassa de outra forma, se não como uma fonte de carinho materno. 
Enquanto o tempo passava, as coisas começaram a mudar entre Hadassa e Ahren. Os olhares, as palavras, a forma como ele se dirigia a ela, fazendo com que sentimentos controversos e difíceis de aceitar surgissem. Nesse tempo, é como se toda a verdade atrás da ideologia nazista caísse por terra para Ahren e ele começa a enxergar o quão aquilo era horrível, justamente após Hadassa ter tomado uma atitude de grande coragem.



Somos colocados diante de vários questionamentos e conseguimos saber exatamente quais são os conflitos que se passam dentro do coração de Hadassa. Além de todo esse turbilhão de sentimentos indefinidos e estranhos, também existe todo o conflito da guerra, do sofrimento que os judeus passavam naquele momento e a separação que Hadassa sofreu. Era como se em nenhum dia de sua vida ela esquecesse de seus queridos familiares e nunca perdesse a esperança de um dia encontrá-los. 
Diante de tantas dúvidas de como seguir adiante em um mundo que estava em guerra, ainda mais por eles estarem em lados opostos, Ahren e Hadassa ficam determinados a passar por cima de tudo e todos para seguirem com suas decisões e que inclusive os deixam em risco de vida. 




Insígnias é um livro cativante e que realmente me prendeu do início ao fim. É interessante ver Ahren mudar sua visão diante de algo em que ele acreditou por grande parte de sua vida e ver como foi trabalhado a parte emocional dos personagens em um período de grande horror. É um livro que, no fim das contas, faz você ver que sim, as pessoas podem mudar, podem se arrepender e podem ver as coisas que costumavam fazer de ângulos diferentes. 
Algo mais que me chamou atenção além da sinopse, foi a capa. Achei simplesmente maravilhosa. 
É um livro que recomendo muito para quem gosta de drama e romance escrito por autoras brasileiras.



Nota: 4/5



17 maio, 2018

[Animação] Minha vida de abobrinha.
maio 17, 20180 Comentários



Olá Geeks!
Hoje trago a vocês uma animação muito linda, delicada e ao mesmo tempo pesada e complexa: Minha vida de Abobrinha (no original: Ma vie de Courgette). Ela foi indicada ao Oscar 2017, mas foi pouco comentada, ficando a sombra de Zootopia, a vencedora, e Kubo e as Cordas Mágicas (ambas muito ótimas também!).

14 maio, 2018

[Resenha] A Garota de Treze - Lilian Reis
maio 14, 20180 Comentários
Ei amoras. Já faz um tempinho que não escrevo aqui, então, hoje retorno com uma resenha sobre um livro incrível que recebi em parceria com a Mundo Uno Editora.

Vem comigo!



Oi, meu nome é Luce. Odeio ter treze anos, ser chamada de pirralha e não ser popular, mas, Acima De Tudo, odeio nunca ter sido beijada! Só tenho uma amiga de verdade, a Rafa, e um amigo apaixonado que tenta de todas as formas chamar minha atenção, o Bruno. Ele é pra lá de fofo, mas não gosto de garotos tão novos, entende? Minha vida sem graça começou a mudar quando botei os olhos no vocalista de uma nova banda. Nossa. Que gato! Eu já queria fazer aulas de violão, mas, depois que ouvi o carinha, decidi me matricular. Quase caí dura quando descobri que ele era o professor! Pelamordideus! Além de atencioso, paciente e lindo, tocava MUITO! Fiquei maluca por ele, tão maluca que decidi trapacear. Eu só não imaginava que as consequências seriam tão desastrosas!

Que adolescente nunca contou uma mentirinha na vida, não é? Pois a Luce contou várias e é ai que as coisas resolveram da errado.


O livro é escrito em primeira pessoa, o que deixa a obra bem mais "pessoal" enquanto o leitor interage com a história. Senti que falava com a Lucinda várias vezes a medida que avançava os capítulos. Divertida e cativante, a obra conta a história de uma jovem que se apaixona loucamente por um garoto mais velho e super popular.
Nossa personagem é uma garota de apenas treze anos que sonha em poder crescer. De olho nas garotas de dezesseis, ela tem em mente que apenas elas tem encontros com garotos bonitos. Nada disso ajuda tendo uma mãe extremamente protetora que não a deixa nem usar maquiagem, quem dirá sair com qualquer garoto. Até mesmo seu amigo Bruno, é um problema para sua mãe.

“Não é como nos filmes que você sopra a velinha, faz um pedido e do nada cai um pozinho mágico com estrelinhas brilhantes na sua cabeça, e no dia seguinte você acorda com a idade que desejou.”


Seu maior desejo é deixar de ser BV (boca virgem), pois, tem certeza que isso a faria ser uma adolescente de verdade aos olhos de outros adolescentes. Luce se sente sufocada pela mãe que pega muito no seu pé, por isso decide um dia, ao sair com sua amiga, quebrar um pouco as regras e comprar uma maquiagem, sem que sua mãe saiba, mesmo que isso não fosse o foco inicial, já que iriam apenas comprar um violão. As duas, aproveitando a maquiagem em mãos, se trancam no banheiro do shopping e fazem a festa. Logo após a sessão de beleza clandestina, elas decidem parar no lugar mais descolado, onde apenas os mais velhos frequentam e é ai que tudo começa a dar errado. Lu e Rafa, sua melhor amiga, conhecem uma banda badalada onde Lucinda se torna o foco do vocalista. Apaixonada e deslumbrada por ter sido notada pelo gatinho, ela inventa algumas mentiras e complica sua vida. Tudo passa a dar muito errado e agora ela precisa arrumar uma forma de sair dessa enrascada.

Tenho que confessar que nunca ri tanto lendo um livro antes. A Garota de Treze é engraçadíssimo. As vezes a protagonista estava contando sua história e conforme eu ria, também a respondia, parecia que estávamos nos falando cara a cara. Muito bom! Nunca li nada assim.


Sem contar que a autora conseguiu desenvolver uma personagem incrivelmente realista que faz com que o leitor possa se identificar de diversas formas. Ah, também teve momentos que eu retornei aos meus tempos de adolescente e me afundei em lembranças. Maravilhoso! Nossa Luce é impulsiva, é doidinha, ansiosa, sonhadora, viajada e eu me vi nela muitas vezes ao longo da leitura, apesar de nunca ter me metido em confusões nessa proporção, já fiz muita loucura (quem nunca né?) e já fui exagerada como a personagem. Muito eu. hehehe

"(...) Uma vez ouvi alguém dizer que as meninas amadurecem mais rápido do que os meninos. E é verdade, sabia? Na minha sala, tem um monte desses moleques que só tem tamanho. O cérebro deles é do tamanho do caroço de uma azeitona."


Além de tudo, o livro é curtinho e dá pra ser lido em uma única sentada. Leia pra se divertir, pra expulsar o tédio e curtir uma tarde com qualidade. Leia pra ser feliz. O livro passa não só diversão e sentimentos bons, também trazem mensagens e lições. Afinal, mentira tem perna curta, não é?

Vale a pena tirar um tempinho pra voltar aos treze anos e curtir as confusões de uma sonhadora.

Nota:
5/5





Adquira o seu: "AQUI"


10 maio, 2018

[Resenha] O inferno de Virginia Washington - Vivianne Sophie
maio 10, 20180 Comentários

O inferno de Virginia Washington é o novo conto da autora Vivianne Sophie e já lhes digo, mesmo sendo curto é tão bom quanto muitos livros de terror por aí. O conto tem cerca de 61 páginas e você as lerá tão rápido quanto um tiro, não que isso seja ruim, mas porque a leitura segue um ritmo frenético fazendo com que o leitor só pare quando chegar ao fim. Com certeza essa é uma daquelas obras que merecem uma edição física.

06 maio, 2018

[Resenha] Um vento à porta - Madeleine L' Engle
maio 06, 20180 Comentários

Hoje venho trazer a resenha do livro Um vento à porta, segundo volume da série Uma dobra no tempo que possui cinco volumes e está sendo lançada pela editora HarperCollins. Quem leu a resenha do primeiro livro sabe que essa série é um pouco complicada de ler pois algumas cenas você não consegue imaginar o que é tal coisa, pois essa coisa não existe e a explicação da autora não ajuda em nada a imaginar. Em Um vento à porta as coisas pioram, algumas palavras são criadas pela autora e você só saberá o significado delas quando algum personagem explicar, até aí tudo bem, mas os significados as vezes são muito complexos e de difícil compreensão.

26 abril, 2018

[Leia.Seja.] Cinco livros que você precisa ler em 2018
abril 26, 2018 2 Comentários

Olá geeks, tudo bem?

Ontem, 23 de abril, foi o dia Mundial do Livro e várias lojas fizeram promoções incríveis, infelizmente não tive tempo para parar e pensar em algo legal para postar aqui para vocês, mas hoje resolvi trazer um post com recomendações de cinco livros que você precisa ler em 2018.

Mesmo que o dia Mundial do Livro tenha passado, esta semana está acontecendo a campanha Leia.Seja. A Leia.Seja. é uma campanha realizada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), que tem como objetivo mostrar o papel transformador que a leitura pode proporcionar à sociedade. Essa campanha começou na Bienal Internacional do Livro do Rio, quando um time de peso vestiu a camisa da campanha para se transformar em personagens históricos da literatura nacional e internacional. Sendo assim, é provável que vocês vejam nesta semana vários blogs divulgando a campanha.

Venho então, indicar cinco livros que já foram resenhados pelo Cantinho Geek no ano de 2017 e que você não pode de forma alguma ficar sem ler.

16 abril, 2018

[Resenha] Uma dobra no tempo - Madeleine L' Engle
abril 16, 20180 Comentários

Uma dobra no tempo de Madeleine L' Engle é uma obra que me deixou bem confusa e surpresa. Fiquei totalmente espantada ao ler que é uma obra de 1962 e somente agora eu fui conhecê-la e eu nem sequer tinha ouvido falar sobre. Se trata de uma série de cinco livros, sendo que o primeiro e o segundo já foram publicados em capa dura pela HarperCollins Brasil.

13 abril, 2018

[Resenha] Quando a bela domou a fera - Eloisa James
abril 13, 2018 4 Comentários

Quando a bela domou a fera faz parte de uma série de livros que irão fazer uma releitura - de um modo bem diferente - dos contos de fadas. Pelo nome vocês já devem imaginar que se trata de uma releitura de A Bela e a Fera, pois bem, algumas características do conto de fadas você vai encontrar no livro, mas apenas isso, esqueça todo o resto. Este é o primeiro livro que leio da Eloisa James e já posso dizer que é uma das minhas autoras #1.

Instagram